Riscando o Mapa

O PARAÍSO DA FRANÇA: CHAMONIX-MONT-BLANC

Nosso voo era São Paulo – Milão, chegamos no meio da tarde, alugamos um carro e partimos para Chamonix.

São 240 km de estradas lindas e com pedágios caríssimos, mas quem converte não se diverte....

O mais caro foi para atravessar o túnel Mont Blanc que possui 11,6km de extensão e custou 46,40 euros.

Fomos em junho e a temperatura estava ótima, ainda tinha neve no topo das montanhas e um frio bem suportável durante o dia.

O lugar é super seguro, tranquilidade é uma palavra que descreve bem a região, andamos sem preocupação, por ser uma vila pequena com clima de interior.

Para se hospedar escolhemos o Hotel Mercure mais afastado da vila, devido ao custo benefício, era ótimo, quartos confortáveis, estacionamento, piscina aquecida, e uma vista linda para a montanha nevada...


Logo na entrada da vila é possível avistar o glacial Les Bossons é o mais alto da região e abre para visitação de junho a setembro. Nós só curtimos de baixo, um belo pôr do sol com a vista do glacial, logo que chegamos na vila.


A principal atração da cidade é subir até o Aiguille du Midi, uma estrutura foi montada a 3.842 metros de altura que confere ao visitante o melhor ponto de observação do Mont Blanc, além da vista para os alpes franceses, suíços e italianos e dos glaciares.

Simplesmente um paraíso para os amantes de esportes de aventura, independente da época do ano, podemos citar alpinismo, esqui e parapente.


É conhecida por ter as melhores estações de esqui do mundo, mas como o nosso foco era o parapente, optamos ir em junho. Já fomos muitas vezes para a Europa em dezembro e janeiro e o frio era tão intenso que não conseguíamos aproveitar, os dias terminavam muito cedo, tanto que ficamos anos sem ir à Europa, até que resolvemos ir em outra estação, para outra região e não poderia ter sido melhor, descobrimos uma outra Europa, com beleza natural, mais a nossa vibe.  

Mas se você não é do grupo do esporte não se preocupe, a vila oferece um centrinho muito fotogênico, com diversas lojas, cafés e restaurantes.


A vila está cercada por montanhas cobertas de neve, exuberantes e grandiosas, além do rio da região Ródano-Alpes que corta o centro da vila, com suas águas claras resultantes do degelo das montanhas.  


É um lugar encantador, que vale muito a pena todos os euros investidos.


Compartilhar